segunda-feira, 6 de junho de 2011

Vai encarar?

Manaus, sexta-feira, 14:50h, sol escaldante. Corro em direção ao banco, só tenho dez minutos. O sinal fecha, é hora de atravessar a rua. Próximo de mim para um corsa azul metálico e no volante do carro um azulão quase metálico.
Vou caminhando a passos largos em direção a faixa de segurança e olho sorrateiramente para o corsa azul metálico e o negão fita-me com olhos gordos, tira um raio x de mim, sinto-me nu. O rosto esquenta, ruborizo, baixo os olhos e caminho rumo ao meu compromisso bancário.
Paro do outro lado da rua, espero um carro passar. A sensação de estar sendo observado inquietava-me, antes de cruzar a rua minha curiosidade leva-me a olhar para trás e para minha não surpresa o morenão ainda fitava-me com olhos ávidos.
Sinal verde. Ele engata a primeira, dá um sorrisinho maroto e acena com a mão direita. Sorrio amarelo, balanço a cabeça para os lados e finalmente chego a tempo na casa bancária.
Só pra deixar bem claro, sou despido de qualquer tipo de preconceito, mas bem que poderia ter sido uma morenaça, não é?

2 comentários:

  1. kkkkkkkkkkk hoje foi seu dia de sorte.
    Bjux

    ResponderExcluir
  2. pois é...rsssssssss

    imagina se ele convida:

    "e aí, bofe, quer dar uma voltinha...?"

    e por favor, não chamem de homofóbico pois não o sou...rs

    (sabe como é, né, hoje em dia qualquer piada com gay te faz um homofóbico...)

    ResponderExcluir